"O Evangelho da Natureza"

Discorrer sobre os mistérios do Novo Evangelho, é trazer luz sobre pungentes questões que dizem respeito, de forma objetiva, acima de tudo à humanidade em seu próprio nível. É elucidar a natureza e as correlações de dois princípios terciárias, o Espírito Santo e a Criação, e é deitar as bases de um inédito humanismo espiritual. É aprofundar e universalizar, em definitivo, aos chamados Mistérios Marianos. Em termos práticos, é reconhecer na Natureza o fundo universal que possui, em termos físico, psicológico, mental e espiritual, além, de culturalmente, conferir à Ecologia a importância que merece, a partir da identificação de uma dimensão maior a ela relacionada, enquanto parte divina. É, enfim, ancorar no foro humano as maiores realizações possíveis, em temos de saúde, amor, ciência e sabedoria. O Evangelho da Natureza é a grande chave revelada para o resgate da magia e para o reencantamento da Terra.

APRESENTAÇÃO ...... HOME ......INICIAL......EDITORA.......VIDEOS.......GRUPOS

quinta-feira, 17 de junho de 2010

A busca da imortalidade – ilusões & soluções


A percepção da nossa finitude, deveria nos fazer humildes diante do infinito, e até nos tornar aprendizes daqueles raros que encontraram as remotas e difíceis soluções da eternidade. Todos (ou quase) buscamos estas respostas, porém se termina amiúde, por eleger caminhos fáceis e, assim sendo, infelizmente, ilusórios. Talvez não exista ilusão maior, do que julgar que, num mundo em crise, existam respostas simples para as coisas. Aliás, é justamente aqui, quando a ilusão mais floresce, sob o império do fascínio: "Tudo que ilude, encanta" (Platão).

A ilusão da imortalidade

A imortalidade da alma é um desejo natural de muita gente, sendo este o objetivo mais significativo do ser humano. Lamentavelmente, por amadorismo o ser humano acaba imaginando muitas ilusões neste campo, na medida em que distorce as verdades existentes em torno do assunto. Infelizmente muita gente sequer se ocupa de forma nenhuma do assunto, e quanto a estes não há muito o que fazer, porque eles fizeram a sua própria opção. Porém, aqueles outros, que amam a aventura da vida a ponto de desejarem que ele seja eterna, até independente das suas condições, estas pessoas mereceriam saber uma ou dias coisas essenciais acerca dos seus propósitos.
Inicialmente, ninguém chega a uma conquista espiritual sozinho. O objetivo de ter Mestres são muitos, a começar pela desegolatria separatista, em favor da ordem unida que move as mudanças e a necessidade de instrução. Só quem está fora e acima da ordem humana, pode coordenar o concerto social. E acima de tudo a própria instrução da consciência, porque o ser humano tende a dirigir as coisas para onde quer, e não tanto para onde necessita, mesmo a própria consciência, como demonstra Krishna a Arjuna. A pirâmide é uma forma social sagrada. Senão cabe perguntar: como fazem os trabalhadores e os humildes que não tem tempo para filosofar nem meditar? A divisão-de-tarefas e a especialização fazem parte de uma Civilização.

Limites da Reencarnação

Embora se trate de crença de ampla difusão, a realidade da reencarnação estaria delimitada a um quadro mínimo de evolução. Assim o entendem várias escolas esotéricas e os avatares. O Buda pregava a necessidade de deter o desejo de reencarnar, senão como recurso para a evolução consciente e para fins de serviço planetário. Jesus também criticou a visão materialista dos saduceus sobre a ressurreição.
Muitas Escolas Esotéricas acreditam, que a reencarnação apenas sucede depois que a pessoa se torna um iniciado e um buscador, isto é, adquire um despertar interior e manifesta o desejo de crescer espiritualmente.
O homem profano, porém, que jamais manifestou qualquer aspiração pela eternidade, recebe a extinção da sua incipiente consciência, que é a morte da alma, porque afinal está no seu livre-arbítrio negar qualquer coisa além.

Conclusões:

É uma coisa muito séria quando recebemos uma graça tão grande quanto a imortalidade, e deveríamos ter cuidado para ver se não estamos comprando gato por lebre. É certo que este é um campo muito volátil, sujeito a polêmicas e a incertezas. Por isto deveríamos realmente ter muita cautela antes de nos assegurar que estamos em terreno seguro. Porque aquilo que não falta neste mundo, é gente comercializando ilusões, comprando e vendendo falsidades a todo preço. Aliás, uma ilusão é sempre uma ilusão, independente de quanto ela nos custe –e certamente pode nos custar muito caro. Por isto, não se considere imortal antes da hora, a sua alma vale demais para correr riscos, ela é o seu bem mais precioso, na verdade, incomparável com todo o resto.
O único que importa para um ser humano, é assegurar a sobrevivência da sua Alma.
Não se pense, por favor, que isto está garantido.
Que não se tenha ilusões de que é fácil e gratuito.
Não acredite nas crenças populares, porque pode lhe sair caro demais.
Entre na Senda da Luz, servindo ao Criador, amando a Criatura e respeitando a Criação.


Da obra "Magia Branca & Teurgia - Oriens et Ocidens", LAWS, Ed. Agartha

Nenhum comentário:

Postar um comentário